Jesus como Educador

FAÇA UMA MUDANÇA VISÍVEL

segunda-feira, 31 de maio de 2010

DADO DO AMOR EM OURIZONA-PR



Em um encontro realizado nas dependências do Colégio Estadual Professor Benoil Francisco Marques Boska, em Ourizona-PR., os professores conheceram as vertentes norteadoras do projeto 'A fraternidade como instrumento pedagógico', pautado nos princípios da Arte de Amar (Chiara Lubich, 1920-2008) onde o 'Dado do Amor' é seu instrumento de socialização, e nas conceituadas teorias do desenvolvimento de Piaget, Wallon e Vygotsky.

O mini curso, com duração de quatro horas, teve como síntese, além de compor o programa de orientação pedagógica, mostrar de forma prática e teórica que a fraternidade vivenciada na comunidade escolar contribui, em muito, com a formação de um aluno-cidadão, conhecedor de seus direitos e cumpridor dos seus deveres.

Ao expor aos professores o objetivo geral do projeto que resume-se em 'resgatar as relações humanas no exercício dos valores de solidariedade, respeito, cidadania e fraternidade, através de atividades lúdicas e interdisciplinares, contribuindo para um melhor comportamento do aluno dentro e fora da sala de aula, ampliando sua capacidade de atenção, assimilação, aprendizagem e socialização', buscou-se também um maior esclarecimento sobre seus objetivos específicos, tais como:
• Capacitar os agentes envolvidos no ensino escolar para a vivencia da fraternidade como prática pedagógica, utilizando o Dado do Amor, com os conteúdos específicos da Arte de Amar, como instrumento de socialização;
• Melhorar os relacionamentos em sala de aula entre os alunos e também com o professor;
• Tornar o ambiente escolar mais prazeroso através de uma cultura de paz;
• Incentivar a comunidade escolar à prática dos valores humanos;
• Conhecer e desenvolver os princípios da Declaração Universal dos Direitos Humanos e o Estatuto da Criança e do Adolescente;
• Crescer o rendimento escolar dos alunos;
• Valorizar o trabalho do professor em sua sala de aula;
• Fomentar a motivação da prática do bem na formação de verdadeiros cidadãos críticos e solidários;
• Tornar prazeroso o trabalho coletivo (direção, professores, alunos, funcionários e pais) na escola;
• Valorizar a diversidade das idéias dos professores e alunos como uma riqueza na coletividade escolar;
• Socializar as experiências vivenciadas pelos(as) professores(as), alunos(as), funcionários(as) e pela direção;
• Auxiliar na redução dos índices de violência nas escolas, e, consequentemente na vida social;
• Promover a redução dos índices de repetência escolar (tida como não aprendizagem);
• Promover a inserção no convívio social;
• Promover o desenvolvimento da capacidade de auto-ajuda e de ajuda mútua;
• Proporcionar o desenvolvimento da espiritualidade (ecumênica);
• Ampliar e/ou promover a inserção da família no contexto escolar como instrumento de apoio ao aprendizado do aluno.
• Avaliar periodicamente o desenvolvimento do Projeto;
• Registrar a vivência dos participantes do Projeto;
• Planejar coletivamente a vivência do Projeto, articulando as dificuldades e sugerindo novas idéias.


Desta forma, observando o projeto dentro de uma visão sistêmica, busca-se alcançar a essência do 'ser e existir' de cada participante, contribuindo para seu melhor desenvolvimento e uma nova visão de mundo.

Segundo a equipe pedagógica do colégio, "(...) Não é difícil compreender que um gesto de amor multiplica a amizade, as experiências, o conhecimento. Os participantes deste encontro, gostaram da mensagem, pois também acreditam que esta filosofia, possibilita perceber a essência do ser humano, e, esta reflexão é significativa para a mudança de mentalidade e atitude, levando-nos à exercitar relações de afetividade no nosso dia a dia".

Observa-se, portanto, que os propósitos deste projeto rompem as barreiras e muros da comunidade escolar, contribuindo com a melhora dos relacionamentos na família e na comunidade em diversos aspectos:
• Mudança nos relacionamentos familiares;
• Mudanças nos relacionamentos intra e interpessoais;
• Desenvolvimento da capacidade de participação em grupos sociais;
• Transformação do contexto social através da inserção, agrupamento, parcerias e participações em outros projetos que venham somar e ampliar a capacidade e o potencial do índice de socialização dos participantes.
• Diminuição da violência familiar;
• Desenvolvimento da espiritualidade na família e na comunidade;

Para alcançar seus objetivos, este projeto busca unir três aspectos fundamentais da aprendizagem:
a escola, a família, e o aluno; promovendo um novo olhar (sistêmico) sobre as dificuldades individuais e coletivas, trabalhando o ser humano no âmbito do corpo, mente e espírito em seus aspectos bio-psico-histórico-sócio-cultural; tendo como instrumentos:

A espiritualidade - Como a base da preparação do aluno, (a terra ondeserá plantada a semente do saber) onde o aprendizado é prático e ininterrupto, levando a criança ao respeito e à convivência pacífica com o próximo, gerando a fraternidade.

O Dado do Amor – Instrumento de socialização que permite à criança e ao jovem uma nova relação com as díades brincar/aprender, viver/socializar através da Arte de Amar, criado e desenvolvido por Chiara Lubich (Itália – 1920 – 2008; fundadora do Movimento dos Focolares).

A psicologia – Como instrumento de direção, controle e monitoramento do desenvolvimento do aluno em sua capacidade de aprendizado e de socialização, através da aquisição, por parte do professor e/ou responsável, do conhecimento e da aplicação de teorias e técnicas específicas ao desenvolvimento do ser humano, contribuindo com o fortalecimento da relação aluno/escola, família/comunidade.

A pedagogia – Como instrumento de transmissão do conhecimento, com seus métodos e formas de ensino, buscando integrar a planilha vigente à uma metodologia sistêmica que leva o aluno, professor e colaboradores a uma nova forma de aprendizado: o aprender para a vida.

O encontro terminou com um delicioso almoço oferecido pelo colégio aos participantes, permeado por laços fraternos que, fortalecidos, contribuirão para as transformações almejadas.

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Família da Esperança

A 'Família da Esperança' não é uma congregação ou instituto secular, nem um movimento espiritual, como a renovação carismática e os focolares, mas é uma nova comunidade de leigos, ligada à Congregação dos Leigos. "É algo novo dentro da Igreja, onde os casados, os solteiros, os jovens, mas também irmãs religiosas e padres podem ligar-se numa mesma comunidade que quer atender, no nosso caso, aos jovens dependentes", explica padre César.


video