Jesus como Educador

FAÇA UMA MUDANÇA VISÍVEL

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Projeto do Dado do Amor – A fraternidade vira prática pedagógica nas Escolas Municipais da cidade de São Roque (SP)

A ação teve início em 2003 nas Escolas do Bairro do Carmo e Canguera por iniciativa do professor Amauri Cardoso, voluntário. O objetivo da ação visa resgatar as relações humanas, aplicar a fraternidade como prática pedagógica e contribuir para a transformação do quadro de violência constatado no cotidiano escolar. Nesse ano de 2009/2010, se ampliou o trabalho de capacitação dos mais de 90 professores e 700 alunos da rede municipal de ensino.

A repercussão desse trabalho e seus frutos são incontáveis:

O Jornal Cruzeiro do Sul, diário impresso da região e também pela internet, publicou uma matéria sobre o Projeto e citou Chiara Lubich como fonte de inspiração.

A TV Canção Nova colocou duas vezes no ar, num programa comandado por Dom Eduardo, arcebispo de Sorocaba (SP), a entrevista com o professor Amauri, coordenador do Projeto Dado do Amor na rede municipal de ensino de São Roque. Dom Eduardo manifestou sua alegria pelo testemunho de vida cristã do professor e pela novidade desse trabalho que insere na pedagogia, a arte de amar, uma das heranças que Chiara nos deixou.

Seminário Internacional: “Educação e prevenção ao uso de drogas e violência”

Este seminário foi promovido pela Fazenda Esperança em parceria com a Universidade Estadual Paulista (UNESP) e a nossa Editora Cidade Nova. Além dos membros de Cidade Nova, participaram também dois membros da nossa região, o professor Amauri Cardoso e a professora Lúcia Helena, que há muitos anos desenvolvem nas cidades de São Roque e Jundiaí, respectivamente, o Projeto do Dado do Amor

Esse evento foi realizado dos dias 28 a 31/01/2010 e enfrentou o tema da crise da escola como espaço de formação e consolidação dos valores humanos em vista de uma educação mais integral da pessoa e deu início à elaboração de um projeto pedagógico que vise a prevenção da droga e da violência.


Olavo de Almeida Freitas

Nenhum comentário: