Jesus como Educador

FAÇA UMA MUDANÇA VISÍVEL

sábado, 31 de dezembro de 2011

FELIZ 2012

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Feliz Natal


Natale tempo di dare from focolare.org on Vimeo.

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Lar da Criança adota projeto Pedagogia do Amor Trabalho desenvolvido no Lar da Criança Maria João de Deus - Piauí

O Lar da Criança Maria João de Deus experimenta uma nova fase. À frente da instituição, Maria do Socorro Solano informa que começou a trabalhar, aos poucos, junto com os servidores a Pedagogia do Amor e há seis meses, colocou o projeto em plena execução com as crianças. “Neste semestre exploramos o tema Dado do Amor, em que cada mês trabalhamos uma frase relacionada ao tema e neste sábado (17), no Clube dos Economiários, na Cacimba Velha, encerramos a primeira etapa do projeto”, informa, esclarecendo que neste mês de dezembro, o projeto deu ênfase à frase “Amar a todos”.
Socorro diz que serão realizadas atividades durante todo o dia, com apresentações de tudo que foi realizado no semestre, com as atividades desenvolvidas com as frases de cada mês e relatos de experiências de como o projeto foi aplicado no dia a dia de cada um.
A segunda etapa iniciará em março e terá como tema “Educação e Vida”. “Esse é o tema que discutimos em seminário na cidade de Roma, Itália, com a participação de 116 pessoas de 41 países diferentes. No momento, a equipe está empenhada na elaboração e dinamização do projeto para o Lar da Criança.
Socorro diz que antes mesmo da implantação do Projeto Pedagogia do Amor, ela já vinha aplicando as linhas gerais do programa com os funcionários, procurando observar os talentos e potencialidades de cada um, escutando o que eles tinham a dizer e o resultado foi surpreendente. “Aplicamos na forma de administrar e houve uma valorização dos profissionais, que se tornaram mais empenhados e compromissados, com boa autoestima”, diz, enfatizando que eles perceberam a importância e o seu papel essencial de ser referência positiva para crianças que estão afastadas de suas famílias por algum problema. “Houve uma valorização do serviço público”, diz.
Com a efetivação do Projeto Pedagogia do Amor com as crianças, a proposta é melhorar a convivência, pois elas vieram de famílias diferentes. Então é preciso trabalhar valores, como a valorização, o respeito um pelo outro na resolução de conflitos e divergências. “A finalidade é formar cidadãos que venham a fazer diferença”, diz Socorro Solano, destacando que é preciso trabalhar as diferenças com amor e harmonia.
Socorro diz que o trabalho desenvolvido no Lar da Criança Maria João de Deus, que atende atualmente 67 crianças, foi destaque na revista Cidade Nova, uma publicação nacional.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

EDUCAÇÃO PARA A PAZ

O fortalecimento de valores, como a solidariedade, a tolerância, a ética, é fundamental para a educação e o desenvolvimento integral, em todas as suas dimensões, de crianças e jovens. E as artes são uma plataforma privilegiada para a difusão e consolidação desses valores. Este é o foco do Projeto “SOLIDARIEDARTE: Educação, arte e cultura, transformando a comunidade”, em curso no município de Igarassu (PE). Este é um dos três projetos em desenvolvimento em Pernambuco, como parte do Segundo Ciclo do Programa pela Educação Integral, do Fundo Juntos pela Educação.

O Projeto SOLIDARIEDARTE resulta da parceria entre Aldeias Infantis SOS de Igarassu, União dos Meninos e Meninas de Igarassu, Escola Santa Maria, Sociedade Movimento dos Focolares e Escola Municipal “João de Queiroz Galvão”.

São oferecidas, para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, oficinas e várias atividades artísticas, de letramento e educação ambiental. Ecologia Lúdica, com a confecção em material reciclado de maquetes dos edifícios históricos de Igarassu, e Música Orgânica, também com princípios ambientais, são duas dessas ações. Orquestra e rádio escolar estão em curso na Escola Santa Maria, que foi fundamental na inclusão da educação para a paz no currículo das escolas de Igarassu, desde 2002.

O Programa pela Educação Integral visa a formação de redes locais de ensino e aprendizagem, constituídas por escolas públicas, organizações sociais, Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) e outros ativos comunitários. O propósito dessas redes é oferecer educação integral para crianças e adolescentes de territórios considerados de vulnerabilidade social.

Educação integral significando o desenvolvimento do ser humano em todas as suas dimensões, o que apenas é possível com uma perspectiva intersetorial, com vários parceiros atuando em rede. O Programa pela Educação Integral é uma iniciativa do Fundo Juntos pela Educação, constituído em 2004 pelo Instituto Arcor Brasil, Instituto C&A e Vitae.

Os outros dois projetos do Segundo Ciclo do Programa pela Educação Integral em curso na Região Metropolitana de Recife são “Brincando com os sons”, em Olinda, e “Construindo saberes e direitos através da educação integral”, em Recife. Outros quatro projetos são apoiados pelo Fundo Juntos pela Educação, como parte do Segundo Ciclo do Programa pela Educação Integral, na Região Metropolitana de Fortaleza.

domingo, 6 de novembro de 2011



Milho de pipoca


Milho de pipoca que não passa pelo fogo continua a ser milho para sempre.

Assim acontece com a gente… As grandes transformações acontecem quando passamos pelo fogo. Quem não passa pelo fogo fica do mesmo jeito a vida inteira. São pessoas de uma mesmice e de uma dureza assombrosas. Só que elas não percebem e acham que seu jeito de ser é o melhor. Mas, de repente, vem o fogo. O fogo é quando a vida nos lança numa situação que nunca imaginamos: a dor. Pode ser fogo de fora: perder um amor, um filho, o pai, a mãe, o emprego ou ficar pobre. Pode ser fogo de dentro: pânico, medo, depressão ou sofrimento, cujas causas ignoramos.

Há sempre o recurso do remédio: apagar o fogo! Sem fogo, o sofrimento diminui. Com isso, a possibilidade da grande transformação, também. Imagino que a pobre pipoca, dentro da panela fechada, cada vez mais quente, pense que chegou a sua hora: vai morrer. Dentro de sua casca dura, fechada em si mesma, não pode imaginar um destino diferente para si. Não pode imaginar a transformação que está sendo preparada para ela. A pipoca não imagina aquilo do que é capaz. Aí, sem aviso prévio, pelo poder do fogo, a grande transformação acontece: bum! E ela aparece como outra coisa completamente diferente, algo que nunca havia sonhado.

Bom, mas ainda temos o piruá, que é o milho de pipoca que se recusa a estourar. São como aquelas pessoas que, por mais que o fogo esquente, se recusam a mudar.

A presunção e o medo são a casca dura do milho que não estoura. No entanto, o destino delas é triste, já que ficarão duras a vida inteira. Não vão se transformar na flor branca, macia e nutritiva. Não vão dar alegria a ninguém.

Por: Rubem Alves, Ed. Papirus






quarta-feira, 27 de julho de 2011

A FRATERNIDADE COMO CATEGORIA CONSTITUCIONAL

A FRATERNIDADE COMO CATEGORIA CONSTITUCIONAL: "PALESTRA SUBSEÇÃO - COTIA A FRATERNIDADE COMO CATEGORIA CONSTITUCIONAL Expositores DR. CARLOS AUGUSTO ALCÂNTARA MACHADO Procurador da Just..."

quinta-feira, 7 de julho de 2011

quinta-feira, 23 de junho de 2011

FÓRUM DE DEFESA DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE em VARGEM GRANDE PAULISTA-SP

Irá acontecer no dia 28 de junho, das 13:30 às 16:30 horas, no auditório da Câmara Municipal de Vargem Grande Paulista - SP, amplo debate onde será abordado o tema "TOQUE DE RECOLHER versus TOQUE DE ACOLHER", por meio do Juiz de Direito dr. Evandro Pelarin e o Promotor de Justiça dr. Luiz Antonio Miguel Ferreira, coordenado pelo dr. Munir Cury (coordenador do ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE - ECA).

sábado, 23 de abril de 2011

Fiquei muito feliz quando, olhando o caderno de tarefas escolares de uma priminha minha, a Júlia, em Maringá-PR, (na época com apenas 7 aninhos de idade), deparei-me com o dado do amor: em cada folha, uma lição que a escola pedia - "ver Jesus no outro", "ser o primeiro a amar", "amar a todos", "fazer-se um com o outro", "amar o inimigo"... Não lembro o nome da escola, senão citaria aqui. É maravilhoso ver estas sementes de Deus sendo plantadas nos coraçõezinhos por onde passamos, ainda mais em nossa família...

segunda-feira, 18 de abril de 2011

RELATO DAS EXPERIÊNCIAS APRESENTADAS NO PERÍODO DA TARDE COLÉGIO DO PATROCÍNIO Dia 15 de abril de 2011 FRASE DO DADO DO AMOR – “FAZER-SE UM”

Depois da apresentação dramatizada da historinha “Cheiro de Chuva”, Revista CN de janeiro de 2011, foi feita, juntamente com alguns pares de crianças, a experiência de cego e de guia de cego. Ao chegarem de volta da caminhada em torno do pátio da escola, perguntamos para elas o que sentiram ao serem conduzidas por outra pessoa e o que sentiram como condutoras de uma pessoa que não enxerga.

Diziam: é muito difícil ser cego, pois dá medo. A grande maioria não gostou de ser cego. Preferiram ser guias, pois tinham a oportunidade de ajudar o outro.
LUCAS deu uma resposta diferente de todos. Ser cego é difícil, mas como cego eu tive a oportunidade de CONFIAR no outro.

CLASSE DA RITINHA – A classe da Rita tem aula de danças circulares uma vez por semana. Na última vez, um dos meninos, que nunca participa desta aula, percebeu que uma criança estava sem par. Então, ele se ofereceu para fazer par com ela. Assim, se fez um com o grupo de dança e o grupo o acolheu tão bem que ele prometeu dançar sempre, depois de, inclusive, experimentar o gosto de dançar.

CLASSE DA ELIANA – Duas alunas limparam o banheiro das meninas, deixando-o um “brinco”. A professora, então, procurou-as para saber porque haviam feito aquilo e elas disseram que pensaram em ajudar, uma vez que uma das funcionárias havia faltado naquele dia.

Percebemos, por meio dos diversos relatos das crianças, que elas estão compreendendo o que é colocar-se no lugar do outro e tomar a iniciativa de ajudar quando: na rua dão o braço a quem tem dificuldade em atravessá-la; dividem o lanche com quem não tem o que comer; se juntam para ensaiar a coreografia de uma música e a apresentam para os colegas; colaboram com limpeza da sala ou do pátio.

Maria de Lourdes

sábado, 26 de março de 2011

Como contribuir com este Blog?

O Dado do Amor está fazendo uma revolução nas escolas de todo o Brasil. Na região Norte não é diferente. No dia 19/03 reuniu-se 300 educadores no Centro Mariápolis em Benevides-Pa, para trocarem experiências e aprofundar a "pedagogia da unidade" como chamamos por essas bandas a pedagogia de Chiara. Como faremos para enviar nossas ações e contribuir assim com esse blogger?

Genijunio


O Dado do Amor foi criado em 1998 por Chiara Lubich para as crianças viverem a Arte de Amar.
Ao aplicar o Dado do Amor em cursos de capacitação com professores da rede pública, descobri que isso só é possível quando primeiro construímos o Dado do Amor pessoalmente e buscamos viver a Arte de Amar de Chiara Lubich, o que é uma experiência fascinante, transforma primeiramente a nossa vida e depois a daqueles que vivem ao nosso redor.
O Dado do Amor é um legado de Chiara, não só para as crianças, mas também para todos nós e é hoje um patrimônio mundial.
Este blog surgiu das experiências concretas vividas na rede pública de ensino e tem por objetivo fazer circular essas realidades, trocar experiências, onde unindo essas gotinhas do amor vivido, cobriremos o mundo com um mar de esperança, paz e do Verdadeiro Amor.
É sempre bom saber notícias sobre o Dado do Amor e poder fazê-las circular.
Será uma imensa alegria poder publicar os acontecimentos da Região Norte.
É só encaminhar para o email escolafraterna@gmail.com com textos relatando os fatos, se possível com fotos, citando o autor e os participantes.


Abraços fraternos,

Mauro Alegre
escolafraterna@gmail.com

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

REGISTRO DOS PRIMEIROS TRABALHOS DE PREPARAÇÃO DO PROJETO COM O DADO DO AMOR – 2011

Início do ano de 2011 e volta ao trabalho com o dado do amor com as crianças do Centro de Educação Madre Teodora do Colégio do Patrocínio.

São 250 crianças de 7 a 11 anos atendidas em dois períodos: manhã e tarde. As crianças que estudam de manhã em escola regular vão para o centro de educação à tarde e aquelas que estudam à tarde frequentam o lar das crianças de manhã.

Durante esse tempo em que permanecem no colégio recebem, além do reforço escolar e alimentação, aulas de informática, de violão e de música, de educação física, de artesanato, de inglês, participam de atividades com programa da mente inovadora, do SP Trans e de educação religiosa.

Algumas pessoas ligadas ao Movimento dos Focolares, fundado por Chiara Lubich, foram convidadas pela diretoria do Colégio do Patrocínio a levar para estas crianças a arte de amar por meio do jogo com o dado do amor criado por Chiara.

Sendo assim, desde 2009, o dado do amor tem sido apresentado às crianças por meio de atividades artísticas e de experiências vividas com as frases baseadas na arte de amar.

Neste início de ano já realizamos duas reuniões com a coordenação pedagógica e monitores do centro de educação para organizar o programa que será desenvolvido durante todo o ano.

PRIMEIRA REUNIÃO

Preocupados com os resultados das catástrofes ambientais ocorridas recentemente, de posse de estudo apresentado sobre as pegadas ecológicas executadas pelo homem no planeta, pensando sobre a Campanha da Fraternidade deste ano que traz como tema o meio ambiente e a reciclagem, o grupo sentiu-se motivado a trabalhar com a arte de amar por meio dos sete aspectos do arco-íris descritos por Chiara Lubich em 1954, uma vez que a cada cor corresponde um aspecto da vida do homem.

SEGUNDA REUNIÃO

Movidos por uma vontade em conhecer melhor as ideias da fundadora do Movimento dos Focolares, os monitores do centro de educação e a coordenação pedagógica reuniram-se com alguns membros do movimento para assistirem a um vídeo sobre a história da criação do movimento e de como o carisma da unidade se alastrou rapidamente por mais ou menos 182 países. O Deus Amor é vivido nos diferentes aspectos da vida, seja com a comunhão de bens ou nos diferentes relacionamentos tanto na política como nos diferentes campos da vida social.

As pessoas ali presentes quiseram conhecer um pouco mais sobre os aspectos do arco íris e de como atuar na vida de crianças que já carregam experiências desconhecidas até para muitos de nós adultos e que afligem os educadores.

A Odete, encarregada de levar esse conhecimento para todos, sugeriu então, que todos vivessem a Palavra de Vida, reunindo-se uma vez por mês como tem sido feito em outros lugares da comunidade.

Depois de um longo tempo de reflexão sobre todos os ensinamentos apresentados por Chiara no vídeo: “Quem somos” algumas pessoas teceram os seguintes comentários:

1. “para mim este encontro foi como um retiro. Nós temos de continuar a conversar sobre isso”;

2. “a gente deve primeiro viver a Palavra de Vida e a Arte de Amar senão o discurso é vazio. Como vamos falar para as crianças de uma coisa que não vivemos”.

A coordenadora sugeriu que se começasse com a Palavra de Vida para as crianças durante as aulas de formação cristã. Pediu também livros emprestados para leitura e que enviássemos sempre algum comentário ou texto escrito para se publicado no site do SIPEB.

Sentiram uma motivação muito grande em conhecer o Centro Mariápolis.

Demonstraram um desejo muito grande em adquirir alguns livros do movimento para leitura própria e pelas crianças.

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Excessivamente Humano: SOS Região Serrana - RJ!

Excessivamente Humano: SOS Região Serrana - RJ!: "AJUDE E DIVULGUE PARA O MAIOR NÚMERO DE PESSOAS!!!!!!! Olá Pessoal, O motivo desta postagem é divulgar a tragédia ocorrida na região Serran..."